Em 7 meses apenas 45 casos suspeitos de dengue e 98% de casas atendidas em Recreio

Os números apresentados pela Vigilância Epidemiológica Municipal mostram a eficácia dos serviços prestados pelos agentes de epidemiologia nestes 7 meses de governo do prefeito Zé Maria Barros. São apenas 45 casos suspeitos de dengue e 98% de casas atendidas em Recreio.

Equipe da Vigilância Epidemiológica.
Equipe da Vigilância Epidemiológica.

Durante este período a equipe dos agentes foi reformulada com a inserção de mais funcionários, diversos mutirões de limpeza, campanhas educacionais, controle mecânico e tratamentos focais em locais estratégicos.

Três ciclos de combate ao Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya, do zika vírus e da febre amarela em área urbana, já foram concluídos. O quarto está em fase de execução. No distrito sede, Recreio, a equipe começou com 47% das residências atendidas entre janeiro e fevereiro e atingiu 98% entre maio e junho. No outro distrito, Conceição da Boa Vista, onde há um histórico de incidências do mosquito os agentes atingiram 91% de casas trabalhadas. Angaturama e Barreiros também foram trabalhados.

Os números de notificações suspeitas apresentados em 2017 são os menores dos últimos dois anos até o momento. Confira os casos registrados no último quadriênio, segundo a Vigilância Epidemiológica: 2016 – 334 casos; 2015 – 515 casos; 2014 – 26 casos; e 2013 – 457 casos.

Para a secretária de Saúde, Gabriela Helena de Paula, a eficácia dos serviços prestados pela equipe passa pelo comprometimento do prefeito Zé Maria Barros com a saúde pública municipal e pela interação da população com o poder público. “Precisamos dar continuidade com esta parceria para evitar problemas graves com o mosquito Aedes”, disse a secretária de Saúde.

Mutirão de limpeza.
Mutirão de limpeza.
Tratamento focal.
Tratamento focal.
Controle mecânico.
Controle mecânico.
Equipe.
Equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *