Prefeito Zé Maria Barros traça metas para situação hídrica de Recreio

Depois de passar por um colapso hídrico que assolou Recreio durante quase três meses e que deixou a população estarrecida quanto ao futuro da cidade, o prefeito Zé Maria Barros resolveu traçar metas para os próximos anos de seu governo nesta área. O tema “água” foi discutido durante a reunião proposta pelo executivo na manhã desta sexta-feira (1), no Centro Cultural Aristides Dorigo.

DSC_0225

O prefeito de Recreio ao lado de sua esposa e secretária de Administração, Patrícia Surerus, fez questão de frisar a todo momento que o caos no sistema de abastecimento de água ocorrido em 2017, considerado como o pior da história, infelizmente, deverá ser periódico, conforme as estiagens sazonais. Para Zé Maria Barros é necessário haver uma campanha intensa nas escolas sobre o uso consciente da água, pois, “a educação é a base de tudo”. Ele aproveitou e disse que a perfuração dos poços artesianos através de recursos do Governo Estadual são medidas emergenciais. “Conforme as condições financeiras do Município pretendemos perfurar um a cada ano do nosso governo”, disse.

Uma das metas apresentadas e que já vai começar nas próximas semanas será o mapeamento das nascentes do ribeirão dos Monos, que é de onde vem a água que abastece o manancial, localizado na Serra das Virgens, a aproximadamente 2 km de Recreio. Este plano será executado entre o coordenador da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Igor Miranda, e o vice-prefeito, João Dólar. “A nossa ideia é encontrar as nascentes e se necessário cercá-las e reflorestá-las”, disse o vice-prefeito.

Foram apresentadas também a possibilidade de aumento da capacidade do manancial e a criação de uma represa na região do Alto do Asilo, popularmente conhecida como bomba. Serão realizados também estudos sobre a eficácia do sistema de barraginhas em propriedades rurais, este projeto já foi feito no Sítio do Bem, a 8 km da cidade, através de orientação técnica da EMATER/MG, e, o desenvolvimento de um projeto de captação de água pluvial em prédios públicos, como o existente na E.E Presidente Carlos Luz, em Conceição da Boa Vista, ambos tiveram apoio da Prefeitura Municipal.

Participaram também da reunião o secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Diego Pena; o diretor do SAAE, José Augusto de Souza Filho “Dutinha”; gestora do Centro Cutural, Daniela Cardozo; engenheira ambiental, Renata Cardozo; presidente da Câmara Municipal, Paulinho Pintor; e os diretores, Ruan Ferreira, da E.E Olavo Bilac, e, Vítor do Bem, da E.E Presidente Carlos Luz.

DSC_0227

DSC_0226

chegou a hora de traçar as metas para os próximos períodos de estiagem que poderão trazer novos problemas para o sistema de abastecimento de água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *